segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Quando eu fui uma fada...

Sonhei tão alto em ser fada e ter asas belas, para que todos os gnomos, fadas, elfos e cogumelos as invejassem...
...e quando as minhas asas nasceram, julguei-as como as mais belas do Reino Mágico...
...exibi-as com toda a minha vaidade...
...dancei com toda a minha beleza...
...rodopiei, pulei por cima de cogumelos mágicos, para que todos soubessem que as minhas asas nasceram! Tudo o que sempre tinha pedido acabara por acontecer... Toda a gente me dizia, com um estranho sorriso estampado : "Que belas asas!"
Cega pela vaidade, avistei um cogumelo grande, saltei a dançar para ele com toda a minha força...e ele projectou-me para o céu com um rasto de magia e purpurina...
Lá no alto sussurrei "É agora asinhas minhas... Vamos voar!"...
...
Mas elas não bateram.
Disse então mais alto " Vamos VOAR!"...
Mas elas nem tremeram.
A gravidade começara a fazer o seu efeito, estava agora em plena queda...lá em baixo, toda a gente a quem me exibi ria-se com malícia... numa última tentativa berrei:
"VOOOOOEM!"
Mas nada aconteceu.
...
Pedi com todo o meu desespero e forças para elas se mexerem, para baterem , tremerem, darem algum sinal que me salvasse... e á medida que via o chão mais perto...
...com mais forças eu pedia!
Quando vi que estava prestes a chegar ao chão, fechei os olhos!
Não senti, não vi, não ouvi...
 O escuro apoderou-se de mim com um silêncio incómodo, abri os olhos mas não havia luz...berrei mas não havia som...
Era o vazia completo...
As minhas asas continuavam nas minhas costas, intactas, eu própria estava intacta... A minha alma? Essa estava em mil e um pedaços, perdida em todo aquele vazio.
Pedi tanto que as minhas asas fossem bonitas, que esqueci-me de pedir para voar.
E agora, para que me servem umas asas bonitas que não voam?

Agora resta-me apenas a eternidade nesta escuridão...

6 comentários:

xila disse...

andas mto poética oh poisona =D

Sandra disse...

Olá amiga!

Bonita a tua história de fadas, no entanto com um fim triste ...

Esperança, sempre!


1000 beijinhos e uma óptima semana para todos!

Sofia Carvalho disse...

Poison, fiquei sem palavras com esta tua performance!!! Não acho que seja um final triste, não vejo as coisas por esse prisma, é uma bela metáfora que nos dá muito que pensar. O teu lado artístico está cada vez mais evidente´. O teu blogue está de dia para dia melhor! Começaste de uma forma tímida, aos poucos vais revelando a tua verdadeira essência!!! Amei este posto Poison, as fotos estão simplesmente fantásticas...Estou de boca aberta minha querida;)...Continua assim. gosto de ser supreendida pela positiva;)
Beijinhos
P.s. Espero que estejas melhor;)

cilinha disse...

não sei porque, mas sinto que esta historia é triste ....porque ????

as fotos ja as conhecia , mas são lindas , a Historia das Fadas é recente , ou é de quando tiraste as fotos????

beijinho grande

Sofia Carvalho disse...

Ah ah, Verónica, é o que faço quando quer o fundo negro;)
somos cá umas idiotas;)

Pedaços de Tempo disse...

Poison,

Fiquei estupefacto com a forma como narras essa "história", acompanhada por belas metáforas e uma bem enquadrada sequência de fotos. Sinceramente, por momentos pensei que estava sentado numa cadeira de uma sala de teatro, assistindo a uma soberba peça dramática.

Simplesmente adorei!

Fica bem,
CR/de
www.carlosribeiro-photos.blogspot.com